Dica esperta para economizar utilizando um cupom de desconto

E aí, galera? Chegou a hora de dar aquela dica esperta pra vocês, e olha só, é sobre como dar um trato no bolso na hora de fazer as compras, usando aqueles cupons de desconto. Tá ligado? Vem comigo que eu vou te contar como é que a gente faz pra mandar bem nessa parada!  

 

Bora falar de cupom de desconto, meu povo! Aqueles códigos mágicos que as lojas e empresas soltam por aí, só pra dar uma aliviada no preço na hora que você tá fechando a compra. E olha só, será que essa história de economizar com cupom é real? Bem, pode acreditar, é real sim! Como? Calma, que o Luan tá aqui pra explicar tudo direitinho, do começo ao fim.

Mas antes, dá um confere na pegada dessa parada. Vamos descobrir o que é, como nasceu, quais os tipos, pra que servem e, claro, como você pode pegar esses cupons de verdade. Tamo junto nessa?

A Origem e o Poder dos Cupons de Desconto

Olha só, meus amigos, os cupons de desconto são tipo uns códigos secretos que você bota na hora de fechar a compra, aí pimba, o preço cai na hora. Agora, a parada é que isso não é de hoje, não. Os primeiros cupons de desconto deram as caras lá no século XIX, acredita? Só que naquela época eram chamados de vouchers, saca só.

Os vouchers eram impressos em revistas e jornais, aí você podia trocar por produtos de graça. E olha só, essa ideia era tão maneira que até hoje ela continua dando samba, captando novos amigos e fechando negócios por aí.

Os Cupons de Desconto Hoje em Dia

Agora, meu povo, com a internet dominando tudo, os cupons de desconto foram parar online, tá ligado? Às vezes eles aparecem direto no site da loja, ou até em sites especializados, tudo pra facilitar a vida do pessoal que tá na missão de economizar com estilo usando esses cupons.

E tem gente que já parte pra caçada de cupom até antes de começar a comprar, sabia? É a galera que já chega chegando, buscando economia em tudo quanto é canto. E o que cês acham que acontece? As empresas, elas tão ligadas nisso, e sabem que cupom bom é aquele que faz a grana render. E ó, outra fita massa é que esses cupons ainda ajudam a evitar aqueles abandonos de carrinho, né? Aqueles momentos em que a gente mete os produtos lá, mas desiste por achar o preço meio pesado? Pois é, os cupons de desconto tão aí pra dar um help nessa hora, irmão!

Os Estilos de Cupons de Desconto

Agora, chega mais que eu vou te mostrar a variedade que tem nesse rolê de cupons de desconto. Olha só:

• Cupom de primeira compra: É aquele que muitas lojas e comércios oferecem logo de cara, quando você tá chegando. Pode ser um desconto em porcentagem ou um valor fixo, dependendo do rolê, tá ligado?

• Cupom de indicação: Manja aquele esquema de indicar um brother pra curtir uma parada? Então, quando você faz isso e o seu brother usa o código que você mandou, os dois ganham desconto ou algum benefício especial. Tá ouvindo o barulho, meu povo?

• Cupom sazonal: Esse é o cupom que aparece só em épocas especiais, tipo Páscoa, Dia das Mães, Black Friday, essas fitas. E olha, eles têm prazo de validade, é só por um tempinho, saca?

• Cupom de departamento: Esse é específico, é pra aquele setor da loja que você curte mais. Mesmo que você compre um montão de coisas de diferentes departamentos, o desconto é só naquele que tá no cupom, entendeu?

• Cupom de produto ou serviço: Aí tem vezes que as empresas querem dar um gás nos produtos que tão meio encalhadinhos, aí eles soltam uns cupons especiais pra você pegar essas belezinhas. E todo mundo sai feliz da vida, né?

Só fica esperto com o tempo, mano! A maioria dos cupons tem prazo, pode ser de horas, dias ou até um mês, dependendo da tática da empresa.

A Caça aos Cupons de Desconto

Vish, e onde é que você acha esses cupons, hein? Muitos deles tão lá nas próprias lojas e empresas, seja em banners, pop-ups, nas redes sociais, email, e por aí vai.

Mas calma, tô ligado que você deve tá pensando: “Como é que eu vou descobrir onde tá rolando os melhores cupons?” Relaxa, brother, o Luan tem a resposta na ponta da língua: é aqui!

É isso aí, agora você não precisa mais ficar garimpando a web atrás das melhores ofertas ou cupons, nem perder tempo se cadastrando em monte de coisa pra pegar desconto. É só você botar a loja ou produto no buscador aqui, que pronto! Uma porrada de cupons bacanas vão aparecer pra você aproveitar! E olha, pode relaxar, que isso aqui é de graça, meu chapa! Deixa comigo, eu já fiz o trabalho pesado, vou selecionar os melhores cupons de desconto de várias lojas, só pra você ficar de boa.

Ah, e é bom lembrar que tem uns cupons que têm data de validade, então se liga e testa pra ver se tá de boa. Assim a gente fica sempre atualizado e todo mundo sai ganhando, sacou?

Tá na hora de dar aquela conferida nos links com cupons de desconto de várias empresas e marcas que eu escolhi só pra vocês:

Cupons de desconto: o parceiro da galera nas compras online

E aí, não tem jeito, seja na loja física ou na online, economizar é a bola da vez, e com cupom de desconto, a coisa fica ainda mais maneira, né? Olha só, as empresas tão ligadas nisso, então não estranha se você der de cara com cupom até no delivery de comida, tipo o iFood, ou nos aplicativos de transporte, como o Uber. Afinal, todo mundo quer sair ganhando, é nítido!

E aí, o que fica de lição é que usar cupom de desconto é a jogada certeira pra quem quer garantir um produto ou serviço sem deixar o bolso sofrer. Com essas dicas quentes, agora você já sabe que tem um mundo de cupons esperando por você aí fora. Se liga, pega esse cupom nas Casas Bahia, por exemplo, e garanta a parada com um descontão!

E pra te deixar na maior facilidade, eu e a galera do Melhor Comprar separamos um montão de cupons de desconto de vários sites, empresas, marcas e produtos. Tá tudo na mão, é só aproveitar pra comprar e economizar de verdade! Tamo junto, meu povo!

publicado
Categorizado como DICAS

8 Ferramentas Indispensáveis para Fazer Artesanato com Madeira

Olá, caros leitores! Aqui quem vos fala é um eterno apaixonado por artesanato em madeira. De vez em quando, nada me fascina mais do que transformar um simples pedaço de madeira numa verdadeira obra de arte.

Ao longo dos anos, aprendi que as ferramentas certas podem fazer toda a diferença na execução dos projetos. Por isso, decidi compartilhar com vocês as minhas “8 Ferramentas Indispensáveis para Fazer Artesanato com Madeira”. Então vamos a elas!

  • Serra Tico-Tico: No mundo do artesanato em madeira, uma serra tico-tico é o equivalente a um canivete suíço. É uma ferramenta incrivelmente versátil, perfeita para cortes curvos e precisos. Além disso, permite trabalhar com diferentes espessuras de madeira.
  • Plaina Elétrica: Uma plaina elétrica é uma ótima ferramenta para alisar e nivelar a madeira. Pode economizar muito tempo e esforço em comparação com as plainas manuais, tornando o processo de preparação da madeira muito mais fácil.
  • Furadeira/Parafusadeira: Uma ferramenta dois em um, essencial para qualquer projeto. Além de fazer buracos, também pode ser usada para apertar e soltar parafusos. Procure por um modelo sem fio para ter mais liberdade de movimento.
  • Lixadeira Orbital: Nada supera uma lixadeira orbital quando se trata de alisar superfícies de madeira. Ela remove as imperfeições e prepara a madeira para a pintura ou o verniz. Lembre-se de sempre usar equipamento de proteção ao lixar.
  • Grampos de Aperto: Também conhecidos como sargentos, esses grampos são indispensáveis quando se está montando uma peça. Eles mantêm tudo no lugar enquanto a cola seca ou enquanto você está trabalhando na madeira.
  • Jogo de Formões: Para aqueles detalhes mais refinados e trabalhos de entalhe, um conjunto de formões de alta qualidade é um verdadeiro salva-vidas. Eles permitem criar detalhes minuciosos que fazem toda a diferença.
  • Router (ou Tupia): Esta ferramenta permite fazer cortes decorativos, ranhuras e rebordos, dando um acabamento profissional às suas peças de artesanato.
  • Trena e Esquadro: Precisão é tudo em artesanato. Portanto, uma trena e um esquadro são essenciais para medir e marcar com precisão, garantindo que tudo se encaixe perfeitamente.

Lembre-se de que a segurança é sempre a prioridade ao usar qualquer uma dessas ferramentas. Sempre use óculos de proteção, protetores de ouvido e luvas quando necessário.

As Melhores Madeiras para o Artesanato e Como Escolhê-las

E já que estamos a falar de artesanato em madeira, não poderíamos terminar este post sem mencionar o ingrediente principal: a madeira! Afinal, a escolha da madeira é tão crucial quanto as ferramentas usadas para trabalhar com ela. Aqui estão algumas das minhas favoritas para artesanato e o porquê:

  • Pinus: O Pinus é fácil de trabalhar e tem um grão reto, tornando-o ideal para iniciantes. Além disso, é bastante acessível e sustentável.
  • Cedro: O cedro tem uma bela cor avermelhada e um cheiro agradável. É também resistente à humidade e à putrefação, tornando-o excelente para projetos de exterior.
  • Carvalho: O carvalho é uma madeira dura e resistente, conhecida por sua bela textura de grãos. Embora seja mais difícil de trabalhar, ele produz resultados impressionantes.
  • Faia: A faia é uma madeira densa e pesada que fica com uma superfície muito lisa quando lixada. É ideal para projetos que precisam de um acabamento fino.
  • Compensado: O compensado é um material versátil e barato, perfeito para uma variedade de projetos. Ele vem em diferentes espessuras e pode ser facilmente cortado e modelado.

A escolha da madeira certa para o seu projeto de artesanato dependerá de uma série de fatores, incluindo o tipo de projeto, seu nível de habilidade, o clima local e seu orçamento. E lembre-se, sempre que possível, opte por madeira de origem sustentável!

5 Dicas para Proteger e Manter as Ferramentas de Artesanato em Madeira

Além de escolher as ferramentas e materiais adequados, é crucial saber como cuidar corretamente das suas ferramentas de artesanato em madeira. Portanto, aqui estão as minhas 5 dicas principais para mantê-las em perfeito estado:

  • Limpeza Regular: Certifique-se de limpar suas ferramentas após cada uso. Isso pode envolver a remoção de serragem, limpeza de cola seca, ou simplesmente passar um pano úmido para remover a sujeira. As ferramentas limpas funcionam melhor e duram mais tempo.
  • Armazenamento Adequado: As ferramentas devem ser armazenadas em local seco e protegido da umidade para prevenir a oxidação. Utilizar um painel de ferramentas ou caixa de ferramentas pode ajudar a mantê-las organizadas e protegidas.
  • Afiar Regularmente: Ferramentas de corte, como serras e formões, precisam ser afiadas regularmente para manterem sua eficácia. Aprender a afiar suas próprias ferramentas pode ser uma habilidade valiosa.
  • Manutenção Periódica: Ferramentas elétricas podem precisar de manutenção periódica, incluindo a lubrificação de partes móveis e a substituição de peças desgastadas. Sempre siga as orientações do fabricante.
  • Proteção Contra a Ferrugem: As ferramentas de metal podem enferrujar se não forem bem cuidadas. A aplicação regular de um produto anti-ferrugem pode ajudar a protegê-las.

Lembrar-se de cuidar bem das suas ferramentas não só prolongará a vida útil delas, como também garantirá que você possa trabalhar de forma eficiente e segura em todos os seus projetos de artesanato em madeira.

As ferramentas são um investimento para o artesão e merecem o melhor cuidado. Com estas dicas em prática, você estará equipado para manter suas ferramentas de artesanato em madeira funcionando perfeitamente por muitos anos. Bom trabalho e cuide bem das suas ferramentas!

Iniciando no Mundo do Artesanato em Madeira – 5 Dicas para Principiantes

Se você é novo no artesanato em madeira, pode parecer um pouco assustador no início. No entanto, com a atitude certa e a orientação adequada, você pode se surpreender com a rapidez com que pode aprender. Aqui estão minhas cinco dicas para iniciantes no artesanato em madeira:

  • Comece com Projetos Simples: A tentação de saltar diretamente para um projeto complexo pode ser grande, mas começar com algo simples irá ajudá-lo a desenvolver suas habilidades e ganhar confiança.
  • Invista em Ferramentas de Qualidade: As ferramentas são o coração de qualquer projeto de artesanato em madeira. Investir em ferramentas de boa qualidade, como as mencionadas neste blog, irá ajudá-lo a realizar seus projetos de maneira mais eficiente.
  • Aprenda sobre a Segurança: Ferramentas de carpintaria podem ser perigosas se não forem usadas corretamente. Antes de começar, aprenda sobre as práticas de segurança adequadas para cada ferramenta que você planeja usar.
  • Pratique, Pratique, Pratique: Como em qualquer nova habilidade, a prática é fundamental. Não desanime se as coisas não saírem perfeitas no início. Continue tentando e aprendendo com seus erros.
  • Tenha Paciência: O artesanato em madeira é um ofício que requer tempo e paciência. Cada projeto é uma oportunidade de aprendizado e crescimento. Desfrute do processo tanto quanto do produto final.

Lembre-se, todos começamos de algum lugar e cada especialista já foi um iniciante. Com paixão, prática e paciência, você também pode dominar a arte do artesanato em madeira.

E, para finalizar, o mais importante de todos os conselhos: divirta-se! O artesanato em madeira é um hobby maravilhoso e criativo que pode trazer muito prazer. Então pegue suas ferramentas, escolha sua madeira e comece a criar!

 

publicado
Categorizado como DICAS

Sete dicas para decorar uma sala usando tapetes

Está pensando em reformular a decoração de sua sala, mas não sabe por onde começar? Procurando por uma maneira fácil e acessível de adicionar estilo e personalidade ao seu espaço? Já considerou a força que um tapete bem escolhido pode ter na estética de seu ambiente?

Neste artigo, exploraremos sete dicas para decorar sua sala usando tapetes. Estes acessórios são ferramentas fantásticas para dar vida a um espaço, tornando-o acolhedor e expressando seu estilo individual.

Escolha o Tamanho Adequado

O primeiro passo para decorar a sala com um tapete é escolher o tamanho certo. Um tapete muito pequeno pode fazer a sala parecer desproporcional, enquanto um tapete muito grande pode dominar o espaço. Como regra geral, escolha um tapete que seja grande o suficiente para pelo menos acomodar os pés dos móveis principais da sala.

Considere o Formato do Tapete

O formato do tapete pode afetar significativamente a sensação do espaço. Por exemplo, um tapete redondo pode ajudar a suavizar um espaço com muitos ângulos retos, enquanto um tapete quadrado ou retangular pode adicionar estrutura a uma sala mais fluida.

Escolha as Cores com Sabedoria

A cor do tapete pode definir o tom da sala. Cores vivas e ousadas podem adicionar um toque de energia, enquanto cores mais suaves podem criar uma sensação de calma e relaxamento. Considere a paleta de cores da sua sala antes de escolher o tapete.

Pense na Textura

Além da cor, a textura do tapete é outro elemento importante a considerar. Tapetes macios e felpudos podem adicionar uma sensação de aconchego, enquanto tapetes mais finos e de textura mais rústica podem dar um toque mais moderno e minimalista à sua sala.

Defina um Ponto Focal

Um tapete pode ser uma ótima maneira de definir um ponto focal em sua sala. Escolha um tapete com um design ou padrão que você adora e permita que ele chame a atenção. Todos os outros elementos decorativos devem complementar, e não competir com, o seu tapete.

Não Ignore o Tapete para Áreas de Alto Tráfego

Se sua sala é uma área de alto tráfego, escolha um tapete que possa resistir ao desgaste. Tapetes de materiais duráveis como lã ou sintéticos de alta qualidade podem ser boas opções. Além disso, padrões mais intricados ou cores mais escuras podem ajudar a esconder a sujeira e manchas.

Faça a Manutenção

Finalmente, lembre-se de que um tapete bonito é um tapete limpo. Faça uma rotina de limpeza regular para garantir que seu tapete continue aprimorando a estética de sua sala, e não o contrário.

Escolhendo o Tamanho Adequado

A decoração de qualquer sala começa com um planejamento adequado e um entendimento claro do espaço. Quando se trata de tapetes, o tamanho é crucial. Um tapete muito pequeno pode fazer a sala parecer desproporcional, enquanto um tapete muito grande pode sobrecarregar o espaço. Como regra geral, escolha um tapete que seja grande o suficiente para pelo menos acomodar os pés dos móveis principais da sala. Este pequeno detalhe pode fazer toda a diferença no equilíbrio visual da sua sala.

Considerando o Formato do Tapete

Os tapetes não vêm apenas em diversos tamanhos, mas também em variados formatos. Um tapete redondo pode ajudar a suavizar um espaço com muitos ângulos retos, enquanto um tapete quadrado ou retangular pode adicionar estrutura e delimitação a um ambiente mais fluido. É importante lembrar que o formato do tapete deve complementar, e não contrastar, com a forma e o layout dos seus móveis e da sala como um todo.

Escolhendo as Cores com Sabedoria

A cor do tapete é uma das primeiras coisas que chama a atenção. Um tapete pode ser uma maneira fácil e eficaz de adicionar cor a um ambiente, mas deve ser feito com cuidado. Cores vibrantes e ousadas podem adicionar energia a uma sala, enquanto cores mais suaves e neutras podem criar uma sensação de calma e relaxamento. Sempre considere a paleta de cores existente na sala antes de escolher a cor do tapete para garantir uma aparência harmoniosa.

Pensando na Textura

A textura é um elemento frequentemente esquecido na decoração de interiores, mas pode adicionar profundidade e interesse visual a um espaço. Um tapete macio e felpudo pode adicionar uma sensação de aconchego a uma sala, enquanto um tapete mais áspero ou de textura mais rústica pode adicionar um toque de modernidade e audácia. Lembre-se, a textura do tapete não deve apenas ser agradável aos olhos, mas também ao toque!

Definindo um Ponto Focal

Um tapete é mais do que uma peça funcional de decoração – ele pode ser o protagonista do show! Se você tem um tapete com um design ou padrão que adora, deixe-o brilhar. Use o tapete para definir o ponto focal da sala e organize os outros elementos decorativos de acordo.

Escolhendo o Tapete para Áreas de Alto Tráfego

A decoração não é apenas sobre estética – também é sobre funcionalidade. Se a sua sala é uma área de alto tráfego, o tapete escolhido deve ser capaz de resistir ao desgaste. Tapetes de materiais duráveis como a lã ou sintéticos de alta qualidade podem ser a melhor opção. Padrões mais complexos ou cores mais escuras podem ajudar a disfarçar a sujeira e manchas.

Mantendo o Tapete Limpo

Por último, mas não menos importante, um tapete bonito é um tapete limpo. Independentemente de quão belo seja o design ou a textura do tapete, se estiver sujo, pode tirar a beleza da sua sala. Portanto, certifique-se de manter uma rotina regular de limpeza do tapete para mantê-lo sempre com a melhor aparência.

Decorar uma sala com tapetes pode ser uma experiência empolgante e gratificante. Com um pouco de planejamento e consideração, você pode transformar sua sala de uma maneira acessível, elegante e personalizada.

publicado
Categorizado como DICAS

Como escolher a iluminação ideal para cada ambiente

A iluminação é um elemento fundamental em qualquer projeto de design de interiores. Ela não só tem a capacidade de transformar completamente um espaço, mas também de criar diferentes atmosferas e humores. Neste artigo, vamos explorar como escolher a iluminação ideal para cada ambiente de sua casa, levando em consideração aspectos técnicos e funcionais, bem como contrapontos e opiniões de especialistas da área.

  1. Entenda o propósito de cada ambiente

O primeiro passo para escolher a iluminação adequada é entender o propósito de cada ambiente. Por exemplo, a iluminação na cozinha deve ser prática e funcional, enquanto a iluminação na sala de estar pode ser mais aconchegante e suave. Considere as atividades que serão realizadas em cada espaço e selecione a iluminação que melhor atenda a essas necessidades.

  1. Considere as três camadas de iluminação

Os especialistas recomendam trabalhar com três camadas de iluminação para garantir que todos os aspectos do ambiente sejam atendidos. Estas camadas incluem:

  • Iluminação geral: é a principal fonte de luz e deve fornecer uma iluminação uniforme para todo o espaço. Pense em luminárias embutidas no teto, lustres ou plafons.
  • Iluminação de tarefa: é focada em áreas específicas, como mesas de trabalho, bancadas de cozinha ou áreas de leitura. Exemplos incluem luminárias de mesa, pendentes e fitas de LED.
  • Iluminação de destaque: realça detalhes arquitetônicos, obras de arte ou objetos decorativos, criando um efeito dramático. Trilhos com spots, arandelas e luminárias direcionáveis são boas opções.
  1. Escolha a temperatura e a cor da luz

A temperatura da cor, medida em Kelvin (K), influencia diretamente na atmosfera do ambiente. Uma temperatura mais baixa (2.700 K a 3.000 K) resulta em uma luz mais quente e aconchegante, enquanto uma temperatura mais alta (5.000 K a 6.500 K) cria uma luz mais fria e estimulante.

A escolha da temperatura ideal depende do ambiente e do efeito desejado. Por exemplo, uma luz mais quente é adequada para quartos e salas de estar, enquanto uma luz mais fria pode ser preferível em cozinhas, banheiros e áreas de trabalho.

  1. Avalie a eficiência energética

A eficiência energética é uma consideração importante na escolha da iluminação. Lâmpadas LED e fluorescentes compactas (CFL) são opções mais eficientes em termos de energia do que as lâmpadas incandescentes tradicionais. 

Além de economizar energia, elas também têm uma vida útil mais longa, reduzindo a necessidade de substituição frequente.

  1. Considere o design das luminárias

As luminárias devem complementar o estilo e a decoração do ambiente. 

Considere o design, o material e a cor das luminárias ao fazer sua escolha. Além disso, certifique-se de que as luminárias sejam proporcionais ao tamanho do espaço e que estejam harmonizadas com o mobiliário e os elementos arquitetônicos.

  1. Controle de iluminação

Integrar um sistema de controle de iluminação, como dimmers e sensores de presença, pode aumentar a versatilidade da iluminação em sua casa. 

Os dimmers permitem ajustar a intensidade da luz, proporcionando maior flexibilidade para criar diferentes atmosferas. Já os sensores de presença podem ajudar a economizar energia, garantindo que as luzes sejam desligadas automaticamente quando não houver ninguém no ambiente.

  1. Peça opiniões e consulte profissionais

Embora seja importante considerar os aspectos técnicos e funcionais da iluminação, não se esqueça de pedir opiniões e sugestões de amigos, familiares ou profissionais da área. Um designer de interiores ou arquiteto pode oferecer orientações valiosas sobre como melhor aproveitar a iluminação em sua casa, levando em conta o layout e as características específicas de cada ambiente.

Escolher a iluminação ideal para cada ambiente envolve uma série de considerações técnicas, funcionais e estéticas. 

Entender o propósito de cada espaço, trabalhar com as três camadas de iluminação, escolher a temperatura e a cor da luz, avaliar a eficiência energética, considerar o design das luminárias e integrar sistemas de controle são aspectos cruciais para garantir uma iluminação adequada e versátil. 

Ao seguir essas diretrizes e consultar profissionais quando necessário, você estará no caminho certo para criar ambientes bem iluminados e aconchegantes em sua casa.

 

publicado
Categorizado como DICAS

Cupom de Desconto: Como Funciona

Você vai efetuar uma compra daquele produto que sempre desejou? Opa, antes de finalizar a compra você procurou por um cupom de desconto? Não? Saiba que um cupom de desconto pode dar uma vantagem pro seu bolso na hora de finalizar a compra e, nem sempre essa vantagem é tão pequena.

Como funciona um cupom de desconto?

Um cupom de desconto funcionam da seguinte maneira: você entra numa loja, escolhe um produto e na hora de pagar, se você tiver um cupom de desconto, basta informar o código do desconto no local apropriado e será descontado da sua compra o valor em dinheiro. Algumas lojas dão um valor exato de desconto, por exemplo 30,00 nas compras acima de 150,00. Em outras é um valor percentual, exemplo: 20% nas compras acima de 200,00. Nessas horas é preciso atenção, pois ao se fazer uma comparação entre esses 2 exemplos, de início se percebe uma vantagem da loja 1, mas ao se calcular direitinho temos outra visão: numa compra de 300,00 na loja 1 você pagará 270, enquanto que na loja 2 você pagará 240. Ou seja, no caso 2 o desconto é progressivo.

Em alguns casos, o valor é pequeno, chegando a ser em torno de 5%. Mas imagine uma compra de valor R$ 1.000,00 você economizar 50,00!

EXEMPLO REAL:

Outro dia peguei um cupom que me deu 30% de desconto para compras acima de R$ 200,00. Eu ia comprar apenas um par de ingressos, mas acabei comprando 3 pares para meus amigos. No final das contas os 30% de desconto me renderam R$ 180,00 de desconto e a gente foi curtir o show junto com os amigos.

publicado
Categorizado como DICAS